Pães Asmos

O Pai Celestial Prepara uma Noiva para Seu Filho

A Festa de Pães Asmos começa no dia quinze do primeiro mês e termina no dia vinte e um do primeiro mês, Êx:15-20 “Nenhuma coisa levedada comereis; em todas as vossas habitações comereis pães ázimos”. Este festival dura sete dias completos. O primeiro e o último dias sendo santos no quais nenhum tipo de trabalho pode ser feito.

Israel saiu do Egito na noite do começo do dia quinze do primeiro mês, o primeiro dia da Festa. Este dia é um dia de lembranças de Israel saindo do Egito. Israel viajou seis dias e chegou ao Mar Vermelho. No sexto dia, eles passaram pelo Mar Vermelho, em chão seco. Os exércitos do Egito foram afogados no sexto dia. O sétimo dia era um Sábado de paz na presença de Deus. A Criação física foi um tipo de criação espiritual. Por seis mil anos, Deus esta chamando e aperfeiçoando Seus Primeiro-Frutos, em preparação para o milênio  de paz no Reino de Deus na terra; Apoc 5:10; 20:6; Heb 4:4-11 e 2 Pedro 3:8. Assim mesmo, o sexto dia de Pães Asmos revela seis mil anos no processo da criação espiritual dos Primeiros Frutos do Nova Aliança, a Noiva de Cristo, 2 Pe 3:8. Enquanto o sétimo dia celebra o milênio, o Sábado de paz, na presença de Deus. O fermento representa o pecado e por seis mil anos, Deus esta tirando o pecado e purificando Seus Primeiros-Frutos!

Israel foi um tipo de Primeiro-Frutos de Deus, foi chamada para sair do Egito do mesmo jeito que os Primeiros-Frutos são chamados para sair do mundo. Os primeiros seis dias de Pães Asmos representa seis mil anos, 2 Pe 3:8 que Deus está chamando os Seus Primeiros-Frutos e apagando deles o fermento do pecado. Desde de Abel até Noé, Moisés, Elias, Josué, Daniel, Jô, Davi e Isaías a João, Paulo e os milhares que foram chamados para o caminho do Deus eterno. O primeiro dia é santo porque ele marca o começo do Plano de Deus para a humanidade, Seu plano de qualificar um povo para ser renascido como filhos espirituais de Deus. Por seis mil anos a tarefa continua. O sétimo dia é santo porque representa o milênio, um Sábado de descanso, na presença de Deus.

No sexto dia, Israel foi batizada no Mar Vermelho, 1 Cor 10:1-2. Então completando o processo de tirá-los do Egito. Batismo lava os pecados, através de Cristo, Atos 22:16, então Israel simbolicamente preencheu este papel, como um tipo de chamados da Nova Aliança. Batismo é uma morte figurativa do velho pecado e o grande desejo de ter a nova natureza de Cristo. É um tipo de Morte e Ressurreição! Assim como Israel foi batizada no mar perto do final do sexto dia, assim mesmo o Israel espiritual deverá levantar dos mortos na ressurreição  dos Primeiros-Frutos no final do sexto dia na Festa de Pães Asmos! No final do seis mil anos, Deus irá processar a chamada e purificar Seus Primeiros-Frutos e levantá-los na ressurreição!  Vitória total através do PODER DE DEUS será alcançada sobre o deus desse mundo, do mesmo jeito que a vitória total foi dada a Israel no Mar Vermelho. Os seis dias mostram os Primeiros-Frutos, sem poluição do fermento do pecado, através do sacrifício do Cordeiro de Deus, ressuscitado e dado VITÓRIA sobre satanás. A sétimo dia mostra um Sábado, um milênio de descanso, Heb 3:9 for p povo de Deus.

Sempre tem sido ensinado que Israel através do mar no sétimo dia. Não há nada nas escrituras que apoiam esse erro.

A Colheita da Primavera está realmente amadurecendo (os Primeiros-Frutos estão se amadurecendo) Na primavera e não no Outono como muitos pensam.

Em temos passados, era obrigações dos pais providenciar uma noiva para seus filhos. Seguindo o exemplo de Abraão e Isaque como Deus também deu uma esposa para Adão. Geralmente pais diferentes de famílias fazem um certo acordo. Claro, eles consultariam seus filhos mas eles mostram o balanços das experiências deles em relação aos seus filhos jovens. Eles frequentemente davam presentes para fazer o acordo oficial. No dia selecionado, o noivo irá para a casa da noiva junto com seus amigos. Lá, eles encontrariam a noiva e lhe levaria de volta para a casa do pai para a festa de casamento, antes de sair e construir seus lares.

Da mesma maneira, Deus chama alguns para serem esposas de Seu filho. Depois de um tempo de preparação, eles esperam até o Filho vim a eles. Quando Ele pegar Sua noiva, vindo com os Seus anjos, Ele então retorna para a casa de Seu Pai para a festa de casamento. Depois da festa de ALEGRIA com Seu Pai e amigos, ele retorna para a terra para arrumar a nova casa; Judas 14, estabelecendo o Reino de Deus por mil anos (o sétimo dia da Festa), o Sábado de descanso do pecado e maldade.

A analogia linda descreve a ressurreição do sexto dia de Pães Asmos, seguindo pela festa de casamento e terminando como o retorno para a terra.

A Ressurreição dos mortos e mudança do jeito de vivemos em Cristo refere-se ao Casamento do Cordeiro. Jesus Cristo usa o casamento humano como um exemplo do tipo de casamento que Ele está procurando com Seus fieis. A Aliança no Sinai foi referido como uma Aliança de Casamento  e o relacionamento entre Israel e Deus – uma espécie de casamento, Isa 54:5.

Nesta ressurreição, Jesus Cristo virá para pegar Sua noiva e levá-la para a Casa de Seu Pai no céu, Apoc 19:1, “E, depois destas coisas ouvi no céu como que uma grande voz de UMA GRANDE MULTIDÃO, que dizia: Aleluia! Salvação, e glória, e honra, e poder pertencem ao Senhor nosso Deus”.  Verdadeiramente, os fieis de Deus celebrarão o casamento do cordeiro na Casa de Seu Pai! Apoc 10:1-9 e Apoc 15.

Nenhum homem tem subido ao céu com exceção de Cristo, João 3:13; Atos 2:34

Isto é absolutamente verdadeiro! Isto não significa que nenhum homem jamais subirá ao céu. Isto simplesmente significa que há um grande espaço entre o céu e a terra que nenhuma carne poderá passar para o céu. Jesus não subiu ao céu até que Ele foi mudado para espírito, depois disso Ele subiu. Nenhum homem tem mudado em espírito; exceção Jesus Cristo. Quando o homem transformar a espírito na Ressurreição, ele poderá seguir Cristo a onde é que Ele estiver, Apoc 14:4. É totalmente errado pensar que o Pai não quer ver Ser novos filhos. Este é o desejo de qualquer pai. E nós filhos também temos esse grande desejo de ver nosso novo pai. Vamos herdar todas as coisas, Apoc 21:7. Certamente, poderemos ir receber nossa herança e ver nosso Pai. Leia em Apoc 19, onde a Noiva está no céu e Apoc 15 onde os santos estão sendo mostrados o céu antes do trono de Deus enquanto a sétima última praga está sendo derramada. A ressurreição ocorre quanto a sétima trombeta COMEÇA a soar, Apoc 10:7; Há ainda sete calamidades a serem derramadas. Leia sobre elas! Demora semanas para mover exércitos e fazer todas essas coisas, os santos estarão com seu Pai recebendo seu galardão nesse tempo.

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: