O Sacrifício Contínuo

Para estudarmos melhor o Sacrifício Contínuo; devemos primeiro estudar o Sacrifício mesmo como uma fundação para depois podermos explicar o Contínuo.

O Sistema de Sacrifício e o Contínuo são bastante interessantes! Eles são comida espiritual solidas que devem ser entendidos.

O Contínuo é vital para o entendimento em contexto com profecia; já que é o último teste antes da tribulação – por enquanto este Contínuo ainda não está sendo feito, mas será os finais dos tempos.

Dan 12:10, “Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão”.

A Lei Vital do Sacrifício: Essa é uma das leis mais obscura e negligenciada e mal entendida, o sistema de sacrifício. Por que? Satanás odeia o Sistema de Sacrifício; ele faz tudo que pode para fazer com que o homem não goste desse sistema. Ele procura jeito de esconder esse sistema para que o homem possa pensar que não existe mais esse sistema e que nem vale estudar. Ele quer que o homem pense que é uma coisa repugnante e sanguínea. Fazendo isso, ele esconde o fato que o Deus de Israel é um Deus de Amor.

PROPÓSITO DO SISTEMA DE SACRIFÍCIO

Antigamente satanás rebelou contra Deus e um terço dos anjos o seguiu, “E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas. E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho”, Apocalipse 12:3-4.

Durante essa rebelião, uma grande luta aconteceu. Satanás estava tentando se levantar e exaltar a si mesmo sobre Deus; Ele não queria ser jogado para baixo! “Como caíste desde o céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo”, Isaías 14:12-15.

Satanás foi jogado para baixo uma vez; e ele será jogado de volta para baixo mais uma vez antes da grande tribulação, “E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite. E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte. Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo”, Apocalipse 12:9-12.

Podemos ver a evidência desta luta na condição de nossos planetas e lua. E na situação de que ele foi primeiro jogado na terra e bem possível que a terra se encontrará na mesma situação quando ele for jogado de volta aqui pela segunda vez. Teremos que ter uma reconstrução na terra similarmente a de Gênesis.

DEUS NÃO QUER QUE TENHAMOS OS MESMOS TIPOS DE CONFLITOS

Entretanto, Deus tem feito o homem de carne e osso para que ele possa aprender as consequências e peso do pecado; sem destruir o universo! Então esse homem feito de carne e osso não teria poderes como os anjos e espíritos; o poder de destruir. Homem e suas habilidades de destruição foram limitados para essa terra, até que ele possa aprender o caminho da paz.

A lei de Deus revela o caminho da paz, harmonia e prosperidade. Quebrando os princípios revelados pela lei; aponta para a destruição, violência e morte. Homem DEVE aprender essa lição. Ele DEVE aprender através da experiência amarga a VERDADE do que Deus está tentando nos ensinar.

Para ensinar essas coisas, Deus tem no dado o caminho da paz; Sua lei. Ele está agora no deixando ter a experiência para que no futuro possamos tomar decisões inteligentes, informativas em nosso comportamento. O Sistema de Sacrifício é a lição terceira neste aprendizado.

O propósito desse Sistema de Sacrifício é para nos demostrar, repetidamente, que o pecado nos traz morte. E que para evitar a morte; DEVEMOS PARAR DE PECAR: DEVEMOS SEGUIR OS PRINCÍPIOS QUE NOS LEVA A VIDA [A LEI DE DEUS]. Deus não precisa lhe matar porque quebrou a Sua lei. O próprio ato do pecado fará isso a você. A lei de Deus nos leva a vida; quebrando essa lei o resultado é a morte. NÓS TEMOS QUE APRENDER ESSA LIÇÃO.

O Deus todo-poderoso poderia simplesmente dizer que seus pecados estão perdoados. Mesmo assim Ele requereu a morte de Seu próprio e único filho para que seus pecados fossem perdoados; mas por quê? Para mostrar claramente que o pecado CAUSA A MORTE.

Precisamos aprender que a lei de Deus define o caminho da VIDA e que quebrar esses princípios nos leva a MORTE. Deus nos deu Seu filho para que aprendamos essa lição; e o sistema de sacrifício é uma forma legal de salvação. A Lei de Sacrifício usa a morte de Jesus Cristo para expiação de nossos pecados, de toda a humanidade! Ela nos mostra que o pecado leva a morte e que a única coisa que possa nos livrar da morte e o arrependimento de nossos pecados.

A LEI DE SACRIFÍCIO: É A LEI QUE ALCANÇA A SALVAÇÃO POR TODA HUMANIDADE. Não é um mistério porque satanás odeia tanto ela.

O Sistema de Sacrifício acabou?

Se isso for verdade, não há mais sacrifício pelo pecado! O sistema não acabou! Todos os aspectos desse sistema estão diretamente conectados ao sacrifício de Jesus Cristo.

Quando você se arrepende e pedi o sacrifício de Cristo para ser aplicado na gente e que nossos pecados sejam perdoados, estamos oferecendo: um sacrifício de pecado, um holocausto, um sacrifício pacífico, uma oferta de libação [bebida], e sacrifício voluntário.

Estamos preenchendo todos os requisitos do Sistema de Sacrifício; através de Jesus Cristo, Apoc 13:8: “E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.”  1 Cor 5:7, “Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento [livre do pecado]. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós”.

Hoje observamos o sistema de sacrifício: ao arrependermo-nos e irmos perante o Pai com nosso sacrifício magnífico; que todos os outros sacrifícios eram somente sombras do verdadeiro. O sacrifício mais magnífico e maior de todos que nem há comparação para a expiação de nossos pecados: o sacrifício do nosso Deus Criador, Jesus Cristo.

Temos um lembrete especial disso anualmente na Páscoa. Mas, é bem verdade que Cristo preencherá este papel de nosso sacrifício e nosso Sumo Sacerdote CADA VEZ que nos arrependemos de nossos pecados e pedimos para sermos perdoados pelo sacrifício de nosso Salvador.

Sendo perfeito, Ele precisou morrer somente uma vez: Seu Sacrifício pode ser APLICADO todas as vezes que nós arrependemos. Isto não é aplicado para o pecado habitual. Arrependemos significa PARA de PECAR; entretanto podemos ocasionalmente cair em nosso processo de aprendizado, e toda a humanidade não se arrepende de uma só vez; todavia a Lei do Sacrifício precisa estar no lugar para que possa estar disponível para TODA a humanidade!

A Lei do Sacrifício foi dada para nós: uma Lei de Amor; dada por Deus do amor. Para que o pecado seja expiado e perdoado, e para ensinar-nos uma lição que nos traz paz, harmonia e prosperidade por toda a eternidade!

Este SISTEMA DE SACRIFÍCIO pode ser dividido entre duas categorias, com sete tipos diferentes de sacrifícios. Cada um mostra um papel importante da expiação dos pecados por Jesus Cristo como nosso Sumo Sacerdote e sacrifício.

Os dois tipos de categorias são:

*1) Sacrifício feitos através de indivíduos, tal como a Páscoa e outros sacrifícios pessoas e ofertas; e

*2) O Sacrifícios feitos pelo Sumo Sacerdote pela NAÇÃO INTEIRA.

Cada indivíduo tem que fazer sacrifícios em certas situações e pode fazê-lo a qualquer hora. Estes vários tipos de sacrifícios mostram o sacrifício de Cristo por nós como ofertas individuais. Isto é o uso do sacrifício para a pessoa arrependida.

O Sumo Sacerdote é que faz o sacrifício para TODA A NAÇÃO; nos Festivais anuais, Núm 28:16-31; no SábadoNúm 28:9-10; na Lua NovaNúm 28:11; e também na Oferta Diária, Núm 28:1-8. São estes sacrifícios que consagraram estas ocasiões.

Estas duas categorias refleti o fato que Jesus Cristo agiu por cada um de nós; e para nossa nação como um todo.

Os sete tipos de Sacrifícios são?

*1) A Oferta do PECADOLev 4. Este sacrifício era para limpar o pecado arrependido.

*2) A Oferta de holocaustoLev 5. Este é para expiar os pecados cometidos em ignorância.

*3) A Oferta QueimadaLev 1. Este animal tinha de ser queimado totalmente e seu aroma subiria a Deus, v. 9; este é feito voluntariamente a Deus como dedicação.

*4) A Oferta de AlimentosLev 2. Isto representa o corpo de Cristo como o Pão de vida e também representa o corpo de Cristo apresentado e sacrificado a serviço a Deus.

*5) A Oferta de Libação [ bebida], Êx 29:40. Esta oferta de vinha sendo derramado mostra o sangue de Jesus Cristo, e Sua total vontade de servir ao Pai até mesmo no Sua morte.

*6) A Oferta PacificadoraLev 7:28. Este sacrifício mostra o homem em paz e harmonia com Deus; depois que todos os seus pecados foram expiados e o homem procura agradar a Deus.

*7) A Oferta VoluntáriaDeut 23:23. Este sacrifício era dado a todos que tinha em abundância e alegria. Este era geralmente feitos nos Festivais de Deus.

OS SACRIFÍCIOS DE ANIMAIS

O Boi: simboliza força e poder, demostrando Jesus Cristo, amando e servindo o Seu Pai com toda a Sua força. Mostrando um exemplo que devemos servir a Deus com todo o nosso coração e força também.

O Cordeiro: mostra humildade, confiança e desejo de seguir; mostrando que Jesus estava decidido a seguir o Seu Pai e fazer Seu desejo até ao ponto de dar Sua própria vida pela Sua criação. E isto é um exemplo para nós; que devemos acreditar, confiar e ter a fé absoluta no Pai como Seus filhos pequeninos, como Cristo teve.

O Carneiro: lidera e protege o rebanho, sendo assim revelando sua liderança e proteção carinhosa que Cristo mostrou para Seu rebanho. O mesmo tipo de serviços carinhoso que devemos ter com o Pai e Cristo no carinho pelo Seu rebanho, que são os irmãos e família.

O Pombo: É universalmente considerado como um símbolo de amizade, paz e harmonia; refletindo o amor de Deus que não tem culpa ou amargura como os outros; e a paz interna que é o fruto de tudo que é verdadeiro de Deus.

A Cabra: mostra o pecado sendo começado; porque Cristo irá dividir as ovelhas das cabras, o santo do profano. Este animal mostra Cristo sendo o pecado por nós e levando consigo mesmo os pecados do mundo no Dia de Expiação.

ESTE EXEMPLO DE COMO DEVEMOS ENTENDER AS ESCRITURAS ATRAVÉS DO SISTEMA DE SACRIFÍCIO PODE SER MOSTRADO ATRAVÉS DA OFERTA DE MOVIMENTO E MAIS TARDE A OFERTA DOS PRIMEIROS-FRUTOS.

Lev 23:9-13. O CORDEIRO é oferecido como uma OFERTA QUEIMADA; mostrando o coração que está totalmente virado a Deus, não há pensamento de pecado.

A OFERTA DE MOVIMENTO é a OFERTA DE ALIMENTOS no qual misturada com óleo (um tipo do Espírito de Deus); Toda a OFERTA DE ALIMENTO tem que ser sem fermento (exceto a OFERTA DE PENTECOSTE DE PRIMEIROS-FRUTOS); mostrando que Cristo é o nosso perfeito pão de vida.

O alimento (farinha) tem que ser limpa e perfeita e sem mistura de outros ingredientes simbolizando o corpo de Cristo como o Pão de vida!

Aqui está a razão do porque é muito errado que compremos farinha com algun tipo de mistura para fazermos o pão sem fermento da Páscoa. É somente uma maneira impropria e falsa de observarmos a Páscoa com estes tipos de pão.

A OFERTA DE LIBAÇÃO (BEBIDA) do vinho mostra o sangue de Cristo sendo dado a serviço de Deus. Esta oferta mostra a perfeição de Jesus Cristo sendo oferecido para que Ele seja aceito por nós, Lev 23:11.

O PÃO E O VINHO DA Páscoa não eram novos símbolos de maneira alguma. Eles foram símbolos do sistema de sacrifício original nos tempos antigos. Cristo não adicionou novos símbolos; Ele simplesmente levou a atenção da gente a estes símbolos que já estavam escritos na lei.

  1. Leave a comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: