Archive for category Jejum

Deus Misericordioso

Quem discorda que o nosso Deus é amoroso? Quantas vezes Ele tem nos ensinado de como ser feliz. Muitas vezes até pedindo que permanessecemos em Suas leis para que sejamos felizes em nossas vidas com Suas bençãos.

Desde do tempo de Adão temos nos rebelado com Ele. Simplesmente não sabemos como agradar ano nosso Deus. A razão disso é muito simples, sempre colocamos os nossos interesses antes dos interesses do Pai e de Seu filho Jesus Cristo.

A carne é fraca, orgulhosa e temos esse sentido de que sabemos o que fazemos porque afinal de contas essa é a nossa vida. Nesse pensamento, não deixamos lugar ao nosso Deus. De maneira alguma e de forma alguma obedecemos ao nosso Deus. Não há simplesmente lugar para Ele em nossos corações.

Andamos por essa vida procurando fazer as coisas agráveis ao nossos olhos. Nós que somos religiosos, gostamos de acreditar que as nossas pouquíssimas orações ao nosso Pai deixa a gente com um sentido de comunicação com Ele. Um sentido de dizer e sentir, “pronto fiz minha parte em orar ao Senhor. Agora me abençoa”. Mas, porque somos assim? tão orgulhosos em nossos caminhos.

Quem durante o dia pararia a correria do dia e pensa no nosso Pai? Ou quem simplesmente pensa Nele durante o dia? Se estamos aqui nessa terra para sermos filhos de Deus, não faria sentido termos conversas longas e frequentes com o nosso Pai para conhecê-Lo melhor e Ele a nós. Mas, essa é uma preocupação que não temos porque é claro achamos que estamos fazendo já as coisas agradáveis a Ele. Como podemos pensar assim?

Até mesmo nos jejuns, procuramos ficar em nossos pensamentos. O dia de jejum que devia ser dedicado ao nosso Deus, ficamos a maior parte do tempo olhando e pensando em nossos interesses. Que tipo de jejum é esse?

Mas, aqui estamos. Levamos um dia após o outro e muito feliz porque afinal de contas os nossos pecados não são tão ruim assim. muitos de nós damos autoridade ao nosso pastor para dizer a nós como devemos adorar o nosso Deus. Sim, tiramos de nós todas as responsabilidade perante Deus. Não é uma coisa óbvia que Deus quer ter um relacionamente direto conosco sem intermediários.

Século após século o nosso Pai tem nos perdoado. Muitas vezes, ou porque não dizer, todas as vezes não merecemos estes perdão. Mas, gostamos de pensar que o nosso relacionamento com Deus é o melhor possível; afinal eu vou para a igreja, não?

Acordemos! olhemos no espelho com um olhar sincero e humilde. Estamos mesmo agradando o nosso Deus? Poderemos melhorar? O tempo está curto e logo logo o tempo terminará e o tempo que tinha de desenvolver esse relacionamento com Deus acabará.

Leave a comment

O Verdadeiro Jejum

Marcos 16:15-20, “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.
Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus.
E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém.”

Estes sinais não são achados em nenhuma igreja, mas por quê? Com exceção de raríssimas ocasiões. Por quê?

Porque estamos muito longe de Deus! Estamos faltando em Seu Espirito de poder, porque não temos o zelo Dele e Seus mandamentos!

Há muita doença em várias organizações porque estamos espiritualmente doentes como Apoc 3 na mensagem da Laodicéia. Cristo está batendo, mas nós não vamos deixa-Lo entrar porque já sabemos de tudo. Precisamos arrepender-nos de nosso orgulho e abrir nossa porta para o nosso Marido e Senhor; para retornar a Ele e Seus caminhos com todo o nosso coração! Depois e somente depois disso podermos:

“Porventura não é este o jejum que escolhi, que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo e que deixes livres os oprimidos, e despedaces todo o jugo?
Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e, quando vires o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne?
Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do SENHOR será a tua retaguarda.
Então clamarás, e o SENHOR te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo, e o falar iniqüamente;
E se abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita; então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.
E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam”, Isaías 58:6-11.

Algumas vezes quando as pessoas Jejuam suas atitudes são mostradas dessa maneira, “me dá, me dá, me dá; ou não comerei meu jantar”. Jejum com uma atitude que de alguma maneira merecemos o que pedimos porque estamos jejuando é totalmente errado.

O ponto básico do jejum não é para termos as coisas que queremos, do jeito que a gente quer mas para arrepender e procurar ter um relacionamento perto de Deus; para fazer o desejo Dele e que seja feito em nossas vidas.

“Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites”, Tiago 4:3.

Precisamos entender o que Deus está tentando nos ensinar antes que nosso pedido seja autorizado.

Deus usa sofrimento e doença para ensinar-nos muitas coisas; humildade, paciência, simpatia com os outros e demostrar a fraqueza da carne e a nossa necessidade pelas coisas do Espírito, as coisas de Deus.

O exemplo de Jó é uma lição importante em como Deus usa o adversário e a saúde para nos ensinar as lições importes que durará por toda a eternidade.

Deus usa a saúde para nos ensinar e formar nosso caráter de acordo com o desejo Dele. Jesus Cristo mesmo disse que chances e circunstância acontecem com todo o homem, como uma parede caindo nas pessoas; ele também mostrou que certo homem cego NÃO era sego pelo pecado, mas que Cristo fosse revelado e exaltado.

Doença NÃO é sempre um resultado do pecado; ela é uma ferramenta que Deus tem!

A nossa primeira preocupação no jejum e todo o tempo e olhar o nosso relacionamento dom Deus que é a fundação de nossa saúde espiritual; a saúde que realmente é importante.

“Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor;
E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados”, Tiago 5:14-15.

Vemos aqui que é nossa fé em Deus que somos curados. Se ler com cuidado de nosso João e Tiago vermos que a fé sem obra está morta e não vale nada. Nossa obra desse ser em manter todos os mandamentos de Deus e aplica-los em nossas vidas.

Entretanto, nosso jejum pedindo saúde deve ser realmente um jejum de arrependimento pelo pecado e procurar o Espirito de Deus para nos dar poder e gerar em nós a fé.

Isaías 58:3, “Dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos as nossas almas, e tu não o sabes? Eis que no dia em que jejuais achais o vosso próprio contentamento, e requereis todo o vosso trabalho”.

Não é porque estamos longe de Deus que comprometemos com os mandamentos Dele?

As Igrejas de Deus estão cheias de pecados; primeiro de tudo é o fato deles criarem ídolos nos homens e organizações no qual resulta nas pessoas fazendo as coisas que os homens falam para eles em vez de fazer as coisas que Deus diz para eles; poluindo o Sábado e Dias Santos comprando nos restaurantes, etc e muitos outros pecados – sendo o principal o ORGULHO.

A nossa responsabilidade perante Deus é manter SEUS MANDAMENTOS! Seguir os mandamentos, instruções e exemplos de JESUS CRISTO. DE DAR UM EXEMPLO DE DEUS!

Precisamos jejuar um jejum de arrependimento, de procurar nosso Deus e nosso relacionamento com Ele deve ser de todo o nosso coração; pedir a Ele para nos revelar Seu plano para nós, e nos providenciar o Seu Espirito para nos ajudar a vencer nossos pecados.

Uma Vez Morreremos

Precisamos entender que a carne é fraca e sujeita a idade e degradação. É designado para todo o homem morrer um dia e isso inclui a quebra de saúde de nosso corno quando aproximamos disso.

Leave a comment