Archive for category Inimigo de Deus

Quem é o inimigo de Deus?

Amor pelo mundo

          Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”, 1 João 2:15. Esta escritura mostra claramente que se uma pessoa ama o mundo, é impossível para Deus amar essa pessoa. Os princípios de Deus são contrários ao desse mundo. No mundo fazemos as coisas carnais desse mundo. O deus desse mundo é o diabo,Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo”,  João 12:31.

O povo de Deus vive nesse mundo, mas não se submetem as leis de prazeres desse mundo. Jesus falou mais, Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia”, João 15:19.

Claramente as coisas desse mundo são desse mundo e não de Deus. Então, é impossível agradarmos a Deus fazendo as coisas desse mundo. Cristo mesmo esclareceu que Ele não era desse mundo,E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo”, João 8:23.

Há realmente uma distinção entre o povo de Deus e o povo desse mundo. Não há como negar isso!Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo”, João 17:14.

O mundo e os prazeres do mundo são carnais e não espirituais, Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo”, 1 João 2:16.

 Espirito x Carne

           Os prazeres da carne são desse mundo. O Espírito não tem os mesmos sentimentos da carne. Aliás, eles são contrários. A carne procura os prazeres dos sentidos humanos de ver e tocar e sentir e ouvir. São prazeres com a intenção total de satisfazer a carne.

O Espírito não tem esses prazeres porque não é carne. O Espirito não precisa tocar e sentir e ouvir ou qualquer outro tipo de coisa para satisfazer a carne, Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis”, Gálatas 5:16-17.

          A Bíblia nos mostra claramente os frutos do Espírito de Deus e da carne, observe…

Os frutos da carne:

           “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”, Gálatas 5:19-21.

Os frutos do Espírito:

         Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança”, Gálatas 5:22.

Leave a comment

Você é inimigo de Deus?

Interessante o título, não? Se você fizer essa pergunta para qualquer pessoa desse mundo, a reposta será sempre, “é claro eu não! Imagina!” Muitas ficarão até chateadas com você por fazer a eles esse tipo pergunta – sim com certeza muitos ficarão com muita raiva de você. Mas o que Deus fala sobre isso?

Será que existe alguém nessa vida que realmente pode dizer que são inimigos de Deus, Não interessa qual é o Deus da pessoa porque há mais de 50 mil denominações nesse mundo, o pensamento de odiar a um Deus é simplesmente desagradável. Mas, é essa a realidade.

Acredito que para nós sabermos se amamos ou somos inimigos de Deus, temos que saber e que Deus define de ser Seu inimigo. A definição nossa disso não importa. O que importa é o que Deus pensa a esse respeito. Mas, Deus definiu?

Nós vamos ver no decorrer dessa lição que Deus define em detalhes o que Ele entende sobre quem são seus inimigos e quem são seus amigos.

Sabemos que Deus está criando a Sua própria família. Em lições anteriores, estudaram que Deus está criando Sua família. Uma maneira que Deus achou de criar Sua família foi à criação do ser humano. Não o ser humano não veio do macaco na teoria da evolução.

Como vimos, Deus criou os anjos antes de tudo. Mas, um terço dos anjos se tornaram demônios e Lucífer se tornou o diabo na revelação e consequência da guerra que causaram contra Deus. O universo foi destruído junto com Marte e Vênus que hoje os cientistas falam e rios e mares que existiam neles. Hoje se verem fotos deles, vocês podem ver a destruição que essa guerra celestial causou. Deus deixou que chegasse a esse ponto para que sirva de lição para todas as criaturas do que o pecado, a rebelião contra Deus, pode causar.

Muitas pessoas pensam hoje em dia que o diabo tem tanta força que realmente existe uma possibilidade deles causarem alguma dor de cabeça a Deus. Nos filmes podem ver os demônios ganhando luta contra os anjos ou o bem sendo derrotado pelo mal. Que bagunça, e mentira e falta de sabedoria podemos pensar dessa maneira.

Na própria Bíblia vemos que somente um anjo agarrou o diabo e o jogou no abismo, “E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo”, Apocalipse 20:1-3 Não, não há a mínima chance que o diabo possa fazer qualquer coisa a não ser que Deus o deixa fazer. Não vos seja enganado nisso! O poder do diabo foi dado a ele até que o plano de Deus ao ser humano seja terminado. Depois disse, o diabo e seus demônios serão jogados ao abismo.

Mas, voltando ao assunto de ser inimigo de Deus, como Deus definiu isso? Observa as palavras na Bíblia, “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus”, Tiago 4:4. 

Aqui está o que Deus define o que é ser inimigo Dele. Se amar o mundo então será um inimigo de Deus. Não há como fugir disso. A declaração está bem clara. Vamos estudar mais nas próximas artigos.

Leave a comment