Arquivo para categoria Festa dos Pães Asmos

O Sétimo dia da Festa dos Pães Asmos, 2015

Hoje é o último dia da Festa dos Pães Asmos como Deus tem nos ordenado, “Sete dias comereis pães ázimos; ao primeiro dia tirareis o fermento das vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, desde o primeiro até ao sétimo dia, aquela alma será cortada de Israel”, Êxodo 12:15. 

A Festa dos Pães Asmos começou na noite sequinte da Páscoa. A noite seguinte da Páscoa como também chamamos de Noite Memorável, os Israelitas começaram a sua saída do Egito. Eles acamparam 3 vezes e chegaram em frente ao Mar Vermelho.

No quinto dia da Festa, eles se encontravam em frente ao Mar Vermelho. As montanhas estavam por todos os lados e os soldados de Faraó já estavam bem atrás deles. Quando os Israelitas já estavam para rodear o Mar Vermelho (veja linha azul no mapa), Deus disse para eles voltaram e seguir mais para o sul num lugar chamado de PI-Hairote, “Então falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel que voltem, e que se acampem diante de Pi-Hairote, entre Migdol e o mar, diante de Baal-Zefom; em frente dele assentareis o campo junto ao mar. Então Faraó dirá dos filhos de Israel: Estão embaraçados [cercados] na terra, o deserto os encerrou. E eu endurecerei o coração de Faraó, para que os persiga, e serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército, e saberão os egípcios que eu sou o Senhor. E eles fizeram assim”, Êxodo 14:1-4. 

Este lugar CaminhosdosIsraelitas2lhes deixariam encurralados por todos os lados; eles ficariam entre as montanhas e o mar. Foi aqui neste ponto que a notícia chegou a Faraó e viu uma oportunidade de segui-los e matá-los.

O lugar onde eles chegaram já perfeito para Faraó pega-los. No terceiro dia quando eles começaram a jornada para o sul, Faraó preparou o seu exército e os encontrou nesta grande praia. Eles não tinham para onde fugir a não ser seguir em frente – onde estava o mar.

Observe a caminhada deles até o local onde Deus ordenou que fossem. A praia está totalmente bloqueado por montanhas. O único caminho para o norte da praia passava por um Forte Egípcio (mancha vermelha) que estava ali para proteger a fronteira. O único caminho é seguir para o sul (azul), longe do forte Egípcio mas isso os levariam de frente ao mar. Estavam sem saída. E o Faraó já estava atras deles quando chegaram lá.

Deus salva os Israelitas

O povo atravessou o mar no dia sexto e quando os soldados do Egito tentaram passar também o mar se fechou e não se salvou nem um deles…

“E os egípcios os seguiram, e entraram atrás deles todos os cavalos de Faraó, os seus carros e os seus cavaleiros, até ao meio do mar. E aconteceu que, na vigília daquela manhã, o Senhor, na coluna do fogo e da nuvem, viu o campo dos egípcios; e alvoroçou o campo dos egípcios. E tirou-lhes as rodas dos seus carros, e dificultosamente os governavam. Então disseram os egípcios: Fujamos da face de Israel, porque o Senhor por eles peleja contra os egípcios. E disse o Senhor a Moisés: Estende a tua mão sobre o mar, para que as águas tornem sobre os egípcios, sobre os seus carros e sobre os seus cavaleiros. Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o mar retornou a sua força ao amanhecer, e os egípcios, ao fugirem, foram de encontro a ele, e o Senhor derrubou os egípcios no meio do mar, Porque as águas, tornando, cobriram os carros e os cavaleiros de todo o exército de Faraó, que os haviam seguido no mar; nenhum deles ficou. Mas os filhos de Israel foram pelo meio do mar seco; e as águas foram-lhes como muro à sua mão direita e à sua esquerda. Assim o Senhor salvou Israel naquele dia da mão dos egípcios; e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar”, Êxodo 14:23-30.

Observe no Google Maps nessa coordenado o caminho que eles fizeram até a chegada a uma grande praia:

https://www.google.com/maps/@29.2757979,34.7805317,85832m/data=!3m1!1e3

Toda o Êxodo para ser acompanhado neste video de YouTube onde um Arqueólogo Ron Wyatt conseguiu descobrir o caminho deles. Fascinante vídeo.

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O Sexto dia da Festa dos Pães Asmos, 2015

Espero que todos estão tendo uma boa Festa de Pães Asmos e estudando as coisas que Deus tem mostrado a vocês.

Hoje estamos no Sexto dia da Festa. Estudemos alguns ponto neste Sexto dia…

Se olharmos o mapa aqui veremos cores diferentes que estimamos são os que os israelitas andaram por dia. Lembre que  estamos falando de um grande exercito de pessoas incluindo crianças, idosos e doentes andando junto também. Acreditamos que eles não cobriram mais de 4 Quilômetros por dia.

Os Israelitas começaram a sua macha na noite sequinte da noite da Páscoa. Adicionando a essa caminhada são a quantidade enorme de animais.

CaminhodosIsraelitasA Bíblia mostra que só havia três acampamentos nesse trajetória deles: Sucote, Etã e Pi-Hairote – cobrindo uma distância de 120 km.

“Assim partiram de Sucote, e acamparam-se em Etã, à entrada do deserto”, Êxodo 13:20.

“E partiram de Sucote, e acamparam-se em Etã, que está no fim do deserto”, Números 33:6.

“E partiram de Etã, e voltaram a Pi-Hairote, que está defronte de Baal-Zefom, e acamparam-se diante de Migdol”, Números 33:7.

No lugar chamado Migdol é o lugar perante o mar vermelho. Neste local eles estavam entre ao deserto e o mar. Não tinha nenhum lugar para ir para escapar Faraó e seu exercito.

Quando Israel virou para o sul no terceiro dia e chegaram Pi-Hairote, o coração de Faraó se endureceu e ele começou a perseguir os Israelitas no quanto dia!

“Então falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel que voltem, e que se acampem diante de Pi-Hairote, entre Migdol e o mar, diante de Baal-Zefom; em frente dele assentareis o campo junto ao mar. Então Faraó dirá dos filhos de Israel: Estão embaraçados [cercados] na terra, o deserto os encerrou. E eu endurecerei o coração de Faraó, para que os persiga, e serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército, e saberão os egípcios que eu sou o Senhor. E eles fizeram assim”, Êxodo 14:1-4.

É claro, vemos aqui que Deus colocou os Israelitas nessa situação para testar os eles e também como Deus disse, “e serei glorificado em Faraó… e saberão os egípcios que eu sou o Senhor”.

Faraó saiu em prosseguição no quarto dia

O exército de Faraó também tinha de viajar a mesma distância dos Israelitas mas eles não tinham com eles animais, idosos, crianças e outros aspectos para segurarem na viagem. Eles cobriram a mesma distância com muito mais rapidez. O que demorou os Israelitas 3 dias para viajarem, o Faraó e seu exercito somente levou menos de dois dias. É claro podemos ver como o exército estava. Cada homem tinha perdido um filho, o primeiro nascido, em sua casa como também até seus animais primeiro nascido. Então não é difícil de imaginar o ódio que eles estavam e a vontade de matar os Israelitas. Isso deve ter levado os soldados de Faraó a andar ainda mais rápido e com poucas paradas até para comer. Isso também os motivaram a prepara-los para a viajem ainda mais rápido também

Faraó ouviu que os Israelita estavam sem saída no terceiro dia (quando eles viraram sua rota para Pi-Hairote) talvez pensando que eles errarão o caminho e que eles ficariam sem saída quando chegassem perante o mar. Talvez pensando que essa seria uma excelente oportunidade de encurralá-los (já que eles não teriam para onde correr para escapar), Faraó decidiu persegui-los. Sem dúvida Faraó realmente calculou que eles estariam sem saída e seria uma grande oportunidade para pegar todos eles e fazerem eles pagar por tudo que aconteceu no Egito.

No terceiro dia, Faraó quando ouviu a notícia começou a preparar seu exército de muitos milhares de soldados – um exército muito enorme que sem dúvida demoraria pelo menos um dia para prepará-los (mesmo assim tinha de ser com rapidez). Olhe por exemplo um acontecimento de uma guerra que aconteceu no nosso tempo que foi a guerra do golfo. A guerra do golfo que foi liderada pelos Estados Unidos contra as tropas Iraquianas de Saddam demorou sete meses para preparar o exército. É claro, Faraó não tinha todos os armamentos bélicos de guerra que temos hoje em dia. Mas, os cavalos, alimentos, armamentos de milhares soldados demoraria pelo menos um dia para que eles se preparassem.

Faraó alcanço-os no Quinto dia ao anoitecer

 “Sendo, pois, anunciado ao rei do Egito que o povo fugia, mudou-se o coração de Faraó e dos seus servos contra o povo, e disseram: Por que fizemos isso, havendo deixado ir a Israel, para que não nos sirva? E aprontou o seu carro, e tomou consigo o seu povo; E tomou seiscentos carros escolhidos, e todos os carros do Egito, e os capitães sobre eles todos. Porque o Senhor endureceu o coração de Faraó, rei do Egito, para que perseguisse aos filhos de Israel; porém os filhos de Israel saíram com alta mão. E os egípcios perseguiram-nos, todos os cavalos e carros de Faraó, e os seus cavaleiros e o seu exército, e alcançaram-nos acampados junto ao mar, perto de Pi-Hairote, diante de Baal-Zefom”, Êxodo 14:5-9.

 O Senhor protege Seu povo

Quando o povo viu o exército ficaram com muito medo. Não pensaram que Deus poderia salvá-los mesmo depois que viram todas as coias que Deus fez no Egito. O medo ficou mais forte do que a fé com Deus. Mesmo hoje em dia, se fizermos o que o Senhor nos manda, Ele também irá nos proteger. Eles irá brigar as nossas batalhara. Deus tirará os nossos inimigos perante nossa presença. Não precisamos ter medo. Deus lutará por nós, “Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estai quietos, e vede o livramento do Senhor, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais os tornareis a ver. O Senhor pelejará por vós, e vós vos calareis”, Êxodo 14:13-14.

“E o anjo de Deus, que ia diante do exército de Israel, se retirou, e ia atrás deles; também a coluna de nuvem se retirou de diante deles, e se pôs atrás deles. E ia entre o campo dos egípcios e o campo de Israel; e a nuvem era trevas para aqueles, e para estes clareava a noite; de maneira que em toda a noite não se aproximou um do outro”, Êxodo 14:19-20.

Os Israelitas passaram pelo mar no sexto dia da Festa dos Pães Asmos

Quando Faraó chegou ao encontro deles no quinto dia é bem possível e o sol já estava baixando e que estava ficando escuro. Eles não lutariam no escuro. Deus ainda escureceu ainda mais o lado deles para que um treva bem forte ficassem sobre eles, como está escrito, “… e a nuvem era trevas para aqueles… de maneira que em toda a noite não se aproximou um do outro”Sem dúvida que até a luz da lua foi bloqueada pela nuvem de Deus em cima de Faraó e seu exército.

Toda a noite do dia quinto, Deus mandou um vento forte para separar o mar e secar a terra. Toda a noite esse vento fez isso. E no amanhecer do dia sexto, a terra estava seca e o povo começou a cruzar o Mar Vermelho.

“Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o Senhor fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite; e o mar tornou-se em seco, marvermelhoe as águas foram partidas. E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco; e as águas foram-lhes como muro à sua direita e à sua esquerda” , Êxodo 14:21-22.

Se o leitor, estudante, quiser ler mais, este site achado nos dá mais informação desta maravilhosa história que Deus tem dado para nós.

Deixe um comentário

Noite Memorável e Festa de Pães Asmos, 2015

A Noite Memorável foi ontem a noite onde começou também o primeiro Dia dos Paes Asmos.

A Noite Memorável é um mandamento que devemos estudar o que Deus fez pelo povo de Israel naquela época.  Deus não quer que esqueçamos o que Ele fez para o povo deles. Observe a escritura, “Esta noite se guardará ao Senhor, porque nela os tirou da terra do Egito; esta é a noite do Senhor, que devem guardar todos os filhos de Israel nas suas gerações”, Êxodo 12:42.

Espero que todos tenham uma excelente Festa de Pães Asmos.

Deixe um comentário

Preparar para a Páscoa and Pães Asmos, 2015

Com a Lua Nova vista e a cereja pronta para ser colhida, começou o Ano Novo no calendário de Deus.

Então a Páscoa tem que ser celebrada a 14 dias do início do ano. Os sete dias dos Pães Asmos começam no dia 15, “No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a páscoa do Senhor. E aos quinze dias deste mês é a festa dos pães ázimos do Senhor; sete dias comereis pães ázimos”, Levítico 23:5-6.

Temos que começara preparar. Começar a fazer pães asmos que terão de ser comidos toda a festa, “sete dias comereis pães ázimos”, Levítico 23:6.

Teremos de tirar tudo que tem fermento de nossas propriedades, carro, casa, chácara, etc, “Por sete dias não se ache nenhum IMG_1995fermento nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, aquela alma será cortada da congregação de Israel, assim o estrangeiro como o natural da terra.Nenhuma coisa levedada comereis; em todas as vossas habitações comereis pães ázimos”, Êxodo 12:19-20.

Depois da Páscoa, no próximo dia, no pôr do sol, começa Os Pães Asmos. Nessa primeira noite é também conhecida como Noite Memorável. Foi nessa noite que os Israelita começaram a sair do Egito. Deus quer que observemos essa noite. É um noite onde devemos celebra-la com estudos bíblicos, reuniões bíblicas ou outras maneiras onde a finalidade é relembrar o que Deus fez com os Israelitas, “Esta noite se guardará ao Senhor, porque nela os tirou da terra do Egito; esta é a noite do Senhor, que devem guardar todos os filhos de Israel nas suas gerações”, Êxodo 12:42.

A Páscoa será neste domingo, no pôr do sol do sábado a noite até domingo a noite do dia 5 de 2015.

Noite Memorável será no primeiro dia, ou seja, começa na próxima noite (já que os dias começam no pôr do sol), na noite da segunda feira, do dia 6.

Os Pães Asmos começam na noite do dia 6, segunda feira, até a noite do dia 12, domingo.

Desejamos a todos uma boa Páscoa, Noite Memorável, e Pães Asmos.

Deixe um comentário

Começa o Ano Novo de Deus no calendário de 2015

O que muitos não acreditam é que Deus tem o próprio calendário Dele. Desde o tempo em que Deus criou o céu e a terra, Ele tem também criado o calendário que é baseado nos corpos celestes: Sol, Lua e estrela, “E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos”, Gênesis 1:14.

Novamente, “Designou a lua para as estações…”, Salmos 104:19.

Deus cria o Ano Novo e 14 dias depois a Páscoa

Deus indica claramente que haverá o início do ano, “Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano”, Êxodo 12:2.

Junto com o início do Ano Novo, depois de 14 dias, teremos a Páscoa, “No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a páscoa do Senhor”, Levítico 23:5.

Sinais do Ano Novo: Amadurecimento da Cereja e a Lua Nova

Deus fala claramente que uma das indicações do Ano Novo será o amadurecimento da cereja. A cereja somente amadurece no começo da Primavera em Jerusalém. Em nenhuma outra ocasião do ano, a cereja amadurece. A razão bem clara disso é que a cereja tem que estar preparada para ser colhida na semana da Páscoa onde ela será oferecida a Deus. A cereja que foi colhida será dada a Deus no domingo da semana da Páscoa no que a Bíblia chama esse dia de: Oferta Movida ou Oferta de Movimento.

Esta oferta acontece na Festa dos Pães Ázimo – uma festa santa de sete dias. A oferta acontecerá no dia seguinte a do dia de Sábado…

“E aos quinze dias deste mês é a festa dos pães ázimos do Senhor; sete dias comereis pães ázimos… terra, que vos hei de dar, e fizerdes a sua colheita, então trareis um molho das primícias da vossa sega ao sacerdote; E ele moverá o molho perante o Senhor, para que sejais aceitos; no dia seguinte ao sábado [Domingo] o sacerdote o moverá”, Levítico 23:6-11.

Essa primícia da oferta é a colheita da cereja que só acontece nesta época do ano – Primavera.

Cereja está amadurecendo em Jerusalém

barleyTemos recebido relatórios que a cereja em Jerusalém está pronto para ser colhida na semana da Páscoa ou Festa de Pães Asmos (um dos mandamentos de Deus). Esta cereja será apresentada a Deus no Domingo da Festa dos Pães Asmos – daí a necessidade da cereja estar pronto para ser colhida.

Lua Nova foi vista em Jerusalém

Temos recebido relatórios que a Lua Nova foi vista em Jerusalém na noite passada começando assim o Ano Novo de Deus. A Lua Nova tem que ser vista por mais de duas testemunhas. E elas tem que ser vista a olho nu.

A Lua Nova é a única indicação do começo de um mês. A Lua Nova de ontem (tem 12 a 13 luas novas em um ano)  mostra a indicação do começo do Ano.

Começa hoje a noite o início do Ano no Calendário de Deus. No calendário gregoriano mostra que estamos no ano 2015 o que não é o ano espiritual de Deus. Que ano que é no calendário de Deus, não importa. O importante é celebrar o início do ano como Deus tem nos comandado.New Moon

Bem Vindo ao Ano Novo do Senhor

Toquemos a trombeta na lua nova que neste mês indica o começo do Ano de Deus…

“Tocai a trombeta na lua nova, no tempo apontado da nossa solenidade”, Salmos 81:3.

Deixe um comentário

“Sete semanas inteiras serão”, Lev 23:15

Um novo estudo, Deus Pai e Jesus Cristo, está neste site. É a lição 22. Um estudo sobre Deus Pai e Jesus Cristo. Este estudo pode ser achado na categoria de Estudo Bíblico.

Acabamos de celebrar a Festa dos Pães Asmos. Agora, de acordo com o mandamento de Deus, temos que contar 7 Sábados para celebrarmos a Festa de Pentecoste…

“Estas são as solenidades do Senhor, as santas convocações, que convocareis ao seu tempo determinado:”, Levítico 23:4

“E falou o Senhor a Moisés, dizendo:

Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando houverdes entrado na terra, que vos hei de dar, e fizerdes a sua colheita, então trareis um molho das primícias da vossa sega ao sacerdote;

oferta de movimentoE ele moverá o molho perante o Senhor [Dia da Oferta de Movimento ou Oferta Movida], para que sejais aceitos; no dia seguinte ao sábado [tem que ser no domingo da Festa de Pães Asmos] o sacerdote o moverá…
até aquele mesmo dia em que trouxerdes a oferta do vosso Deus; estatuto perpétuo é por vossas gerações, em todas as vossas habitações.
Depois para vós contareis desde o dia seguinte ao sábado, desde o dia em que trouxerdes o molho da oferta movida; sete semanas inteiras [sete Sábados] serão.
Até ao dia seguinte ao sétimo sábado, contareis cinqüenta dias; então oferecereis nova oferta de alimentos ao Senhor [Festa de Pentecostes]“, Levítico 23:6-16.

 

Deixe um comentário

Páscoa e Pães Asmos, 2014

“Guarda o mês de Abibe, e celebra a páscoa ao SENHOR teu Deus; porque no mês de Abibe o SENHOR teu Deus te tirou do Egito, de noite… Nela não comerás levedado; sete dias nela comerás pães ázimos, pão de aflição (porquanto apressadamente saíste da terra do Egito), para que te lembres do dia da tua saída da terra do Egito, todos os dias da tua vida. Levedado não aparecerá contigo por sete dias em todos os teus termos; também da carne que matares à tarde, no primeiro dia, nada ficará até à manhã. Não poderás sacrificar a páscoa em nenhuma das tuas portas que te dá o Senhor teu Deus”, Deuteronômio 16:1-5.

A combinação da lua nova mais o amadurecemento da cevada dá início ao Ano Novo de Deus.

A Páscoa do ano de 2014 foi celebrada como Deus nos comandou – no dia 14 do mês de Abibe. Foi isso exatamente que Deus comandou para fazermos.

Jesus Cristo foi e é a nossa Páscoa, o nosso cordeiro, João 1:36

Jesus deu Sua vida para todos nós possamos ter um relacionamento com Seu Pai. É impossível para o Pai ter qualquer tipo de relacionamento com um pecador. É com o sangue de Cristo que nossos pecados são perdoados e podemos, através de Cristo, ter acesso a Seu Pai, “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”, João 14:6.

A Bíblia claramente nos diz que Cristo é a nossa Páscoa, “Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós”, 1 Coríntios 5:7

passovercordeiroEle morreu por nossos pecados uma vez por todas, “Na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez”, Hebreus 10:10; sendo o sangue Dele que limpa os nossos pecados, “Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça”, Efésios 1:7.

Ontem a noite celebramos a Páscoa e hoje a noite estamos celebrando a Festa dos Pães Asmos.

A Festa de Pães Asmos durará sete dias como disse o mandamento acima. Leia mais, “Porém no mês primeiro, aos catorze dias do mês, é a páscoa do Senhor. E aos quinze dias do mesmo mês haverá festa; sete dias se comerão pães ázimos. No primeiro dia haverá santa convocação; nenhum trabalho servil fareis… E no sétimo dia tereis santa convocação; nenhum trabalho servil fareis”, Números 28:16-18, 25. O primeiro e o último dia desta festa, Deus tem comandado que fossem santos e nenhum tipo de trabalho deveremos fazer.

Por favor estude mais sobre a Festa da Páscoa e a Festa dos Pães Asmos neste blog.

Tenha uma excelente Festas de Deus: Páscoa e Pães Asmos.

Deixe um comentário

A Festa dos Primeiros Frutos

A FESTA DOS PÃES ASMOS

 A Festa dos Pães Asmos é uma Festa que é mencionada por Deus junto com a Festa de Tabernáculos e Festa de Pentecoste onde teremos que comparecer na presença de Deus todo o ano, “Três vezes no ano me celebrareis festa. A festa dos pães ázimos guardarás; sete dias comerás pães ázimos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado no mês de Abibe; porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça vazio perante mim”, Êxodo 23:14-15.

Podemos perceber a distinção aqui que Deus faz. Dentre as sete Festas somente estas três Ele requeri que comparecemos perante Ele. Com certeza o significado destas três Festas são mais destacados do que as outras – apesar de todas serem importantes.

Essas duas Festas, Pães Asmos e Tabernáculos, são bem parecidas. Elas têm sete dias completos onde o primeiro e o último dia é santo – devemos comparecer perante Deus com ofertas. Vemos então que elas têm muitas assimilações. O significado profético delas deve ser bem parecido.

Note a data que Deus disse que devemos celebrá-los, “E a festa da sega dos primeiros frutos do teu trabalho, que houveres semeado no campo, e a festa da colheita, à saída do ano, quando tiveres colhido do campo o teu trabalho. Três vezes no ano todos os teus homens aparecerão diante do Senhor DEUS”, Êxodo 23:16-17.

Deus fez a distinção destas Festas da seguinte maneira: uma será celebrada no início da colheita do ano (a Festa da sega dos Primeiros Frutos) e o outro no final da colheita do ano (A Festa da Colheita).

 A Festa da Sega dos Primeiros Frutos

Como vemos, a Festa dos Primeiros Frutos é outro nome para a Festa dos Pães Asmos.

Em relação à Festa de tabernáculos, a Festa dos Primeiros Frutos acontece na primavera, no início do ano enquanto a Festa de tabernáculos acontece no final do ano, Outono. Ela é literalmente chamada por Deus como Festa dos Primeiros Frutos.

Fisicamente, a Festa deve ser celebrada dessa maneira: não podemos comer nada que cresci quando cozinhamos ou qualquer coisa que usa fermento como bolo, etc, “A festa dos pães ázimos guardarás; sete dias comerás pães ázimos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado do mês de Abibe; porque no mês de Abibe saíste do Egito”, Êxodo 34:18.

“Sete dias comerás pães ázimos, e ao sétimo dia haverá festa ao Senhor. Sete dias se comerá pães ázimos, e o levedado não se verá contigo, nem ainda fermento será visto em todos os teus termos”, Êxodo 13:6-7.

Como próprio nome indica, Pães Asmos, significa sem fermento. Vemos que Deus nesta Festa de Pães Asmos não quer que comamos nada que tem fermento ou que cresci pois o fermento simboliza o pecado, “Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade”, 1 Coríntios 5:8.

 Mas o que profeticamente esta Festa dos Primeiros Frutos significa?

 Os Primeiros Frutos – os primeiros chamados

No plano que Deus tem para a humanidade, Ele claramente  fala que haverá os que estão sendo chamados hoje em dia para fazer parte de Sua família. Esses são chamados Primeiros Frutos porque eles estão sendo chamado antes do resto da humanidade que acontecerá mais tarde – na Festa de Tabernáculos.

Perceba que o apóstolo Paulo fala claramente sobre eles como sendo os primeiros a serem chamados por Deus, “Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados”, Efésios 4:1. Ele fala mais desse grupo de pessoas, “Por isso também rogamos sempre por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação [chamada]”, 2 Tessalonicenses 1:11.

O apostolo Pedro também fala de nossa chamada. Os Primeiros Frutos estão sendo chamados agora, como à sega da primeira colheita do ano para obedecer a Deus e manter todas Suas leis e mandamentos e tudo que sai da boca de Deus. Sim a chamada dos Primeiros Frutos esta acontecendo agora, neste exato momento.

Deus está dando conhecimento sobre Ele e vendo se aqueles que estão recebendo estes ensinamentos estão, na realidade, colocando eles em prática em suas vidas. Os caminhos de Deus exigem uma mudança na maneira carnal que somos.

Por isso eles nesse momento estão sendo julgados para fazerem parte dos Primeiros Frutos de Deus a serem chamados, “Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis. Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”, 2 Pedro 1:10-11.

Cristo é o primeiro dos Primeiros Frutos

            Cristo é o primeiro nascido dos Primeiros Frutos. Deus assim queria para que Ele que criou todas as coisas também o primeiro a fazer parte da família de Deus, “Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem”, 1 Coríntios 15:20.

 “Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas”, Tiago 1:18.

 “Isto é, que o Cristo devia padecer, e sendo o primeiro da ressurreição dentre os mortos, devia anunciar a luz a este povo e aos gentios”, Atos 26:23.

 A Primeira Ressurreição é dos Primeiros Frutos

A Bíblia fala claramente que haverá a primeira ressurreição. Esta ressurreição são aqueles que já morreram zelando, obedecendo e agindo conforme as palavras de Deus. Eles viveram uma vida justa em Deus. Muitos morreram e hoje espera a chamada da salvação deles. Eles serão chamados na primeira ressurreição, “Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição”, Apocalipse 20:5.

Esta ressurreição é a melhor do que a segunda onde o resto da humanidade que nunca ouviram falar em Jesus o que não foram chamados por Deus, terá a chance deles de viverem de acordo com as palavras de Deus, “Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos”, Apocalipse 20:6

Sim, a primeira ressurreição acontecerá e todos aqueles que morreram ou estão vivendo de acordo com Deus, serão chamados e encontrarão Jesus no ar, “Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor”, 1 Tessalonicenses 4:17.

A Festa dos Pães Asmos – Primeira Ressurreição – Primeiros Frutos

A Festa da sega dos primeiros frutos do solo são os primeiros seres humanos que quando foram chamados, ouviram e obedeceu a voz de Deus e mudaram suas vidas. Para essas pessoas Deus tem criado uma melhor ressurreição – a primeira ressurreição.

Eles neste momento estão lutando contra Satanás e o mundo como também contra a própria natureza humana que temos. Não é nada fácil. Na segunda ressurreição, não teremos Satanás mais e os Primeiros Frutos estarão aqui na terra reinando com Cristo. O ambiente como pode perceber é bem melhor. Os Primeiros Frutos junto com Cristo não admitiram qualquer tipo de males que existem hoje em dia. Se alguma pessoa quiser fazer alguma coisa, simplesmente ouviram um aviso para não fazer o mal, “E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda”, Isaías 30:21.

Deixe um comentário

Lua nova e Sexto Sábado para Pentecostes

Hoje é lua nova. Celebremos a lua nova com Trombeta

New Moon

Contareis sete Sábado para a Festa de Pentecostes ou Festa das Semanas. Hoje é também o sexto Sábado que estamos contando depois da Oferta de Movimento que foi o domingo, depois do Sábado da Festa de Pães Asmos (leia estudos e blogs neste site para mais informações sobre estes dias santos e importantes para Deus).

Deus explica que a lua nova e Suas Festas devem ser celebras, “E isto segundo a ordem de cada dia, fazendo ofertas conforme o mandamento de Moisés, nos sábados e nas luas novas, e nas solenidades, três vezes no ano; na festa dos pães ázimos [Festa dos Pães Asmos], na festa das semanas [Festa de Pentecostes], e na festa das tendas [Festa de Tabernáculos]“, 2 Crônicas 8:13.

“Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: As solenidades do SENHOR, que convocareis, serão santas convocações; estas são as minhas solenidades … Estas são as solenidades do SENHOR, as santas convocações, que convocareis ao seu tempo determinado”, Levítico 23: 2, 4.

Deixe um comentário

Contareis 7 sábados

Depois do molho da Oferta Movida que acontece depois do dia de Sábado, temos que contar sete sábados para a Festa de Pentecostes. Hoje é o sexto Sábado depois da Oferta Movida,

“Depois para vós contareis desde o dia seguinte ao sábado, desde o dia em que trouxerdes o molho da oferta movida; sete semanas inteiras serão.

Até ao dia seguinte ao sétimo sábado, contareis cinqüenta dias; então oferecereis nova oferta de alimentos ao SENHOR”, 
Levítico 23:15-16

Isto significa que o próximo Sábado será o sétimo Sábado comandado de Deus. No dia após o Sábado, será a Festa de Pentecostes.

“Sete semanas contarás; desde que a foice começar na seara[O molho da Oferta tinha de acontecer primeiro antes da colheita começar]  iniciarás a contar as sete semanas”, Deuteronômio 16:9.

“Depois celebrarás a festa das semanas[Festa de Pentecostes] ao SENHOR teu Deus; o que deres será oferta voluntária da tua mão, segundo o SENHOR teu Deus te houver abençoado”, Deuteronômio 16:10.

É claro, hoje não fazemos mais o Molho da Oferta de Movimento porque Jesus foi o nosso molho. E Ele no dia da Oferta foi levado ao céu onde foi aceito pelo nosso Deus. Leia nas escrituras, “Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai… , e dize-lhes que eu subo[Ele é o molho da Oferta Movida que o sacerdote moveu ao ar para ser aceito por Deus] para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”, João 20:17.

Cristo no dia da Oferta Movida, no domingo, estava esperando ser levado ao Pai como o molho da Oferta Movida. Note que mais tarde no mesmo dia, Ele tinha sido aceito por Deus e os apóstolos agora poderiam tocar nele, “Chegada, pois, a tarde daquele dia, o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos… chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco”, João 20:19.

Jesus foi e é o nosso molho da Oferta de Movimento que em cada ano é simbolicamente levado para ser aceito por Deus. É por isso que não precisamos fazer oferta a cada ano. Entretanto, mantemos esse dia importante do nosso Senhor com orações e estudo no Senhor.

Deixe um comentário