Calendário de Deus, Parte 3

Continuando

*6. Como era a lua nova declarada no tempo de Moisés e Cristo?

Comentário: o início do mês era determinado por observação. Quando as pessoas observaram a lua nova, eles avisavam o Sinédrio (uma assembleia de juízes que constituía a corte), Quando o Sinédrio ouvia de duas pessoas independentes, testemunhas justas que viram a lua nova ocorrer, eles então declaravam Rosh Chodesh (primeiro do mês) e mandava mensageiros para todos os cantos de Israel para os avisarem o mês começou.

 O calendário judaico de hoje e dos tempos antigos

 Há muitos lugares na internet onde poderão se ver essa comparação. Tudo isso é realmente historia e não há segredo nenhum. Fica por parte do cristão decidir o que fazer com o conhecimento que Deus tem nos dado. Mas, os fatos históricos estão claramente falados por toda a internet com milhares de artigos.

Calendário judaico (do hebraico הלוח העברי) é o nome do calendário utilizado dentro do judaísmo para a determinação da data das festividades, dos serviços religiosos e de outros eventos da comunidade.

O calendário hebraico é um calendário do tipo lunar baseado nos ciclos da Lua, composto alternadamente por 12 ou 13 meses de período igual ao de uma lunação, de forma a que o primeiro dia de cada mês é sempre o primeiro dia de lua nova. Nos tempos bíblicos a determinação dos tempos era realizada pela observação direta de testemunhas designadas para este fim, método seguido pelos Caraítas até os dias de hoje, os quais determinam o primeiro mês do ano como Abibe.

O método atual entre os judeus rabínicos, no entanto é um calendário fixo criado devido à necessidade de um calendário permanente para comunidades que vivessem fora de Israel. Este calendário tem base lunar, mas ajusta-se pelo calendário solar (enquanto o Calendário antigo ajustava-se pela maturação da colheita) para a inclusão de um novo mês, além de determinar o início do ano no mês de Tishrei (sétimo mês do calendário hebraico, mês em que é celebrado o ano novo judaico, o primeiro mês no calendário hebraico).

 Conclusão: o calendário que Deus deu para Israel para eles saberem sobre o início do mês foi mudado. Hoje os judeus seguem um calendário fixo. É claro como qualquer tipo de raciocínio do homem em anular os mandamentos de Deus, eles acharam que os judeus que saíram para morar fora de Israel deveriam ter um calendário fixo, e, portanto, criaram esse calendário fixo que também é baseado no sol, e anularam o calendário de Deus que é estabelecido no amadurecimento da colheita de cereais. Sendo assim o calendário judaico hoje em dia é solar e lunar (e não somente lunar como falou Deus).

*1. Pode o homem mudar o calendário de Deus por qualquer motivo?

 Comentário: Esta é uma pergunta que depende da seriedade, amor, respeito, e desejo que a pessoa tem em ter um relacionamento com Deus. Se Deus fala alguma coisa, devemos realmente tentar interpretar o que Ele está tentado dizer? Devemos julgar Seus motivos? Devemos adicionar alguma coisa no que Ele disse? Devemos assumir que o que Ele disse não é mais aplicado hoje em dia porque já tem tanto tempo que Ele falou? Devemos mudar Seus ensinamentos porque as situações têm mudado?

Para o cristão que desenvolveu um relacionamento com Deus de amor e respeito, ele(a) jamais acrescentaria ou mudaria o que Deus falou. Isto acontecesse pelo fato muito simples que é o desejo de fazermos o que Deus falou. Qualquer palavra que saí da boa de Deus seja lei ou mandamento ou o que for, para o cristão que ama Deus, ele jamais mudará e alegremente O seguirá. Como um filho que ama e segui as palavras de seu pai, pois ele quer agradar seus pais.

 Abibe – mês da primavera

 O calendário judaico é basicamente lunar, pois nele cada mês começa em uma lua nova, pois a palavra hebraica que é usada na Bíblia para significar mês é CHODESH, que significa lua nova.

No entanto, o calendário judaico é também solar, pois em Êxodo 12:2 e em Êxodo 13:4, Deus ordenou que o primeiro mês do ano que seja o mês de Abibe, e a palavra Abibe significa primavera, de modo que o primeiro mês do ano deve ser o mês que coincide com o início da primavera na Terra de Israel, e as estações do ano são fixadas pelos movimentos da Terra em redor do Sol de modo que o verdadeiro dia do início do ano, ou dia do ano novo, é o primeiro dia do mês de Abibe, também chamado Nissan.

Aliás, a Bíblia se refere sempre aos meses pelo número de ordem (primeiro mês, segundo mês, etc.), com exceção do primeiro mês, que é chamado de mês de Abibe, em Êxodo 13:4.

Assim, a Páscoa é celebrada no “primeiro mês” e os outros Dias Santos em seus dis designados por Deus (mais sobre isso em nas próximas lições).

 Mês de Adar

 Fazendo os cálculos do ano lunar e solar, existe uma diferença de cerca de 11 dias entre o ano lunar e o ano solar. Para compatibilizar os meses lunares com o ano solar, esta diferença de cerca de 11 dias é compensada acrescentando-se em 2-3 anos um 13o  mês de 30 dias. Isto é claro é feito para que possamos obedecer a Deus porque Ele disse que a Páscoa deve ser celebrada na primavera e se um mês não fosse adicionado, com o tempo, a Páscoa cairia até em outra estação.

Quando o 13o mês é adicionado nesse ano, o 12 mês que se chama Adar muda para ser chamado Adar primeiro (Adar Rishon) e o novo mês será chamado Adar segundo (Adar Sheni).

Em resumo, esse era um mês acrescentado de 2-3 anos para que a Páscoa e a colheita de cereais aconteçam nas estação da primavera como foi determinado por Deus. Como a lua tem somente 29 dias, quanto mais o tempo passa, mais fora de estação os dias ficarão. Por isso, um mês tem que ser adicionado neste ciclo da lua.

A Wikipédia diz dessa maneira, “O calendário judaico é baseado na Lua. No calendário solar [gregoriano que usamos hoje em dia] temos cerca de 365 dias; no lunar, quase 11 dias a menos. Se fôssemos basear nosso calendário apenas pela lua, as festas [Festas de Deus] seriam sempre 11 dias atrasadas; sendo assim, o Pessach [Páscoa] seria, em quatro anos, pertencente a outro mês; em dez anos, seria pertencente a outra estação; é exatamente por isso que temos que assimilar o calendário lunar (que é onde o calendário judaico se baseia) com o solar, e por essas razões existe um mês a mais, que dá origem a dois Adar (Rishon e Sheni)”.

Equinócio

 Equinócio é um evento quando o sol está bem de frente a terra. Isto acontece quando os raios solares fazem 90 graus na terra. Leia mais sobre o equinócio.

O equinócio acontece duas vezes por ano: na primavera e no outono, precisamente. Por isso que em muitas culturas o equinócio é usado para marcar o início da primavera no hemisfério norte e outono no hemisfério sul.

Muitos usam o equinócio para medir o início do ano do jeito que Deus nos comandou. Apesar de que o equinócio ser usado corretamente para marcar o início da primavera, ele não deve ser usado para verificar as leis de Deus. Vamos ver como o ano começa no calendário de Deus em Suas próprias palavras.

 Ano Novo, Abibe (colheita de cereais –trigo, cevada)

 Note claramente as instruções de Deus como o início do ano, “Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano”, Êx 12:2. Este mês é exatamente o mês que celebramos à Páscoa é a Festa dos Pães Asmos. Este é o mês de Abibe.

Note este mês sendo descrito nos capítulos de Êxodo 13, Êxodo 23, Êxodo 34. Em Deuteronômio 16:1, “Guarda o mês de Abide, e celebra a Páscoa ao SENHOR teu Deus…”. (Estudaremos mais sobre as Festas de Deus nas lições a seguir.)

É justamente nesse mês que há safra dos cereais como o trigo e a cevada – importantíssimo para saber do início do ano no calendário de Deus. Perceba que haverá a primeira safra do ano quando a foice começar a cortar a safra. Depois de contar sete semanas, haverá uma outra Festa de Deus – estudaremos mais tarde.

Notemos que Deus usa claramente e fortemente a agricultura como calendário também. Como neste mês de Abibe é o “primeiro dos meses do ano” e vai acontecer justamente quando as colheitas de cereais estiveram preparadas para a colheita. Aqui está claramente quando o início do ano deve acontecer.

A safra em Jerusalém acontece nos meses da primavera, ou seja, entre março\abril.

 Lua nova e mês de abibe

 A lua nova como já estudamos tem que acontecer para sabermos o início do mês. E quando os cereais estiverem preparados para ser colhidos que acontece na primavera, os dois juntos, mostram quando início do ano no calendário de Deus começa.

Quando estudarem melhor o calendário porque vai muito além desta lição, verá que cada ano a lua nova move alguns minutos. Sendo assim, pode acontecer que em 3 a 4 anos, a colheita de cereais pode cair fora da primavera o que não é permitido por Deus. Daí a razão do 13 mês. Um mês é acrescentado para corrigir a movimentação da lua.

Muitos usam o equinócio para saber quando a primavera acontece. Porque contrário a lua, a sol e preciso. Isto está certo mas que o equinócio não seja usado para anular as leis de Deus. O sol pode ser usado mas o equinócio tem sido usado pelos homens como um dia para adorar Deuses pagãos. Está cheio de histórias de rituais pagãos.

  1. #1 by Cleidiane Nunes da costa ferreira on July 10, 2016 - 6:41 pm

    Amei tudo de bom !!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: