Deve a Festa dos Pães Asmos ser Celebrada por Sete Dias? Parte III

Milhares de Cristãos entende que a Festa de Tabernáculos é uma ocorrência anual envolvendo viajando para um lugar onde ‘Deus escolheu’ por sete dias. Mesmo assim muitos não realizam que Pães Asmos e Pentecoste são da mesma classificação, sendo “festa de peregrinos” como é Festa de Tabernáculos. É importante entender a diferença entre os Dias Santos e o s dias dos três Festivais para que os observa-los corretamente. Ezequiel 46:11, “E nas festas (#2282, chag) e nas solenidades (#4150, mo’ed) a oferta de alimentos será um efa …”. Há dois lugares nas escrituras onde as ‘Festas dos Peregrinos’ foi mencionada e elas não se referem aos sete Dias Santos Anuais (que são mo’ed), mas as Festas de Deus! Deut 16:16 é um deles e o outro é Êx 23:14.

Há somente três Festas [chag] cada ano e isso era mandatório no antigo Israel que “Três vezes no ano todo o homem entre ti aparecerá perante o SENHOR teu Deus…” Deuteronômio 16:16. Estas três Festas são especificada por nome. O tempo que Deus designou para ser Festa [chag] é completamente diferente dos Dias Santos [mo’ed]. Mo’ed identifica um período de 24 horas, um dia inteiro, como um dia nomeado por Deus.

Deus convenientemente mostra todos eles num só capítulo de Levíticos 23. Eles são listados como os temos nomeados por Deus, e não para o homem. Estes mo’ed são: O Primeiro Dia dos Pães Asmos, O Último Dia dos Pães Asmos, Pentecostes, Dia das Trombetas, Dia de Expiação, O Primeiro Dia da Festa de Pentecostes, e o Oitavo Dia (ou Ultimo Grande Dia). Mas a ‘festa’ [chag]  carrega uma conotação e propósito bem diferente de mo’ed.

Êxodo 23:14-17, 20-22, 25-26 “Três vezes no ano me celebrareis festa. A festa dos pães ázimos guardarás; sete dias comerás pães ázimos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado no mês de Abibe; porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça vazio perante mim; E a festa da sega dos primeiros frutos do teu trabalho, que houveres semeado no campo, e a festa da colheita, à saída do ano, quando tiveres colhido do campo o teu trabalho. Três vezes no ano todos os teus homens aparecerão diante do Senhor DEUS… Eis que eu envio um anjo diante de ti, para que te guarde pelo caminho, e te leve ao lugar que te tenho preparado. Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz, e não o provoques à ira; porque não perdoará a vossa rebeldia; porque o meu nome está nele. Mas se diligentemente ouvires a sua voz, e fizeres tudo o que eu disser, então serei inimigo dos teus inimigos, e adversário dos teus adversários… E servireis ao SENHOR vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades. Não haverá mulher que aborte, nem estéril na tua terra; o número dos teus dias cumprirei”.

A ‘Festa’ é um evento no qual deve ser observada como um ‘festival’. A ‘festa’ é um período de tempo medido em dias. A Festa de Pães Asmos e a Festa dos Tabernáculos tem cada um 7 dias de duração. A ‘chag’ não é um ‘dia’, mas qualquer tempo que foi designado a ‘festa’. Então, durante a Festa de Tabernáculos, que tem exatamente uma semana de duração – 7 dias – é somente ‘um’ chag. Frequentemente, as pessoas pensam do chag com sendo um dia e depois pensam que há sete dias de chag na festa de Tabernáculos. Há somente um chag na Festa de Tabernáculos. E esse chag dura 7 dias. Por favor, mantenha isso na mente enquanto estudamos o restante deste artigo e depois para sempre porque isso eliminará a confusão encontrada por muitas igrejas de hoje a respeito das ‘festas’ e Dias Santos.

  1. Leave a comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: